Análise: Wolfenstein: Youngblood

No começo muito se debateu sobre a proposta do enrendo de Wolfenstein: Youngblood, afinal, era uma DLC stand-alone ou seria um jogo realmente novo?

Com toda propriedade dizemos, se trata de um jogo novo. Diferentemente da DLC lançada em maio de 2015 denominada Old Blood, Wolfenstein: Youngblood retrata uma nova história e nos trás muitas mecânicas diferentes. Uma delas é o foco em um jogo totalmente cooperativo, mas falaremos mais tarde sobre isso.

HISTÓRIA

Aqui em nosso ponto de vista está o melhor ponto do game, o jogo se passa nos anos 80 e sabe criar esse ambiente muito bem. Você encontra referências a essa época em qualquer parte de jogo, além de claro, a trilha sonora do game.

A história começa relatando o sumiço do lendário B. J. Blazkowicz, protagonista dos jogos anteriores. Dessa vez a gameplay ficará a cargo de Jess e Soph, filhas de Blazkowicz, que na tentativa de encontrar o pai viajam até Paris atrás de um homem que também parecia lutar contra o regime opressor.

A história é muito bem desenvolvida e os personagens são todos muito carismáticos. Temos muita ação, reviravoltas e a sagacidade já bem conhecida da franquia.

szFJTTSq3qHNtEsKWovxej

GAMEPLAY

Temos uma grande mudança em relação ao gameplay, Wolfenstein: Youngblood foi pensado totalmente para o cooperativo e é aqui que você tem a experiência máxima do jogo. 

Além do foco no cooperativo outra mudança radical aconteceu no que chamamos de estilo de jogo, aqui temos um foco maior no stealth e no loot dos objetos no cenário, claramente uma mudança providenciada pela Arkane que fez jogos como Prey e Dishonored.

A história infelizmente é deixada um pouco de lado em troca da apresentação de novos elementos que a franquia trás como as árvores de habilidades e uma customização profunda das armas. Essas inovações funcionaram bem e trouxeram um ar de RPG ao game.

Nesse ponto precisamos te contar que Wolfenstein: Youngblood não é linear, o jogo se dá através de uma sede central e dali você parte para as missões e aqui está o principal problema do jogo, a repetitividade e a falta de criatividade nas missões.

Você precisará retornar diversas vezes aos mesmos mapas para realizar missões muito simples e ao voltar a esses locais, todos os inimigos estarão de volta. Isso mesmo, você terá que matar todos ou passar correndo direto pro objetivo. Talvez o objetivo disso seja realmente a evolução dos levels dos personagens.

Confira-o-novo-trailer-de-gameplay-de-Wolfenstein-Youngblood-02

GRÁFICO

Nossa experiencia foi no Xbox One X e gostamos muito do visual do game. O jogo fica em 4k e mantém os 60 fps em todo o momento, não presenciamos nenhuma queda de frame mesmo com diversas explosões acontecendo.

Os inimigos são bem detalhados e bem variados, o cenário, por mais repetitivo que seja, é muito bonito e retrata uma cidade destruída pelo nazismo.

O gráfico é satisfatório, definitivamente você não ficará muito tempo admirando nenhuma paisagem no jogo, até porque seus inimigos não deixarão.

WolensteinYoungblooduse4

CONCLUSÃO

Wolfenstein: Youngblood acerta quando quer ser Wolfenstein e erra quando tenta ser outra coisa além disso. Quando você começa o game se sente muito bem e logo se empolga, porém depois de algumas horas e de retornar aos mesmos lugares várias e várias vezes você percebe que o game erra ao tentar ser um “Destiny”.

A baixa complexidade das missões também nos decepcionam, o famoso leva e trás já não combina mas com os novos games, cada vez mais missões “complexas” são mais valorizadas e desafiadores, isso trás uma sensação boa ao concluir a determinada missão.

Mesmo com os pontos negativos, há muitas mudanças positivas no jogo como a ávore de habilidade, a personalização das armas, o cooperativo. Todos esses elementos funcionam bem no game, mas no fim fica a sensação de que Wolfenstein: Youngblood poderia ter sido mais do que foi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: